segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

PSDB COMEÇA A FUNCIONAR

Durante boa parte do governo petista, assistimos os principais partidos de oposição fazerem uma espécie de oposição branda. Dava a impressão de que não tínhamos oposição, em especial, quando falamos do principal partido oposicionista, o PSDB. 

Pois bem, tudo indica que os tempos são outros. Que as coisas começaram a mudar. Leiam matéria do O Globo

O Instituto Teotônio Vilela, ligado ao PSDB, publicou nesta segunda-feira um texto no qual chama a presidente Dilma Rousseff de “mãe do petrolão”. “O banditismo petista há muito deixou de ser novidade. O estarrecedor é a inépcia que a presidente da República demonstra para desempenhar suas funções e defender o interesse público”, diz trecho do artigo reproduzido pelo site tucano.
Voltei.

Está certo o Instituto. Deve-se cobrar da "gerentona" todo o período em que ela ficou a frente da estatal e nada foi feito contra a corrupção. Se Dilma, como presidente do conselho, tivesse mandado investigar os contratos da Petrobrás, nada disso estaria acontecendo. 

A verdade é que nunca houve uma gerente Dilma a não ser aquela que faliu uma lojinha de R$ 1,99. Seu modelo administrativo está se mostrando mais uma vez, ineficaz. Faz bem a oposição agir, denunciar e mobilizar todos os meus legais para que o engodo criado em torno do PT seja visto pela maioria da população pelo que ele é: Um engodo.

Curtam a nossa FAN PAGE e nos sigam pelo TWITTER

  

A IGREJA PETISTA

A pregação da laicidade do Estado vai até certo ponto, uma vez que se tanto a politica quanto a religião são práticas humanas, não é possível que ambas sejam radicalmente excludentes. De fato, para o individuo, determinadas ações irão deixá-lo em conflito, ou segue-se os princípios da religião, ou vota-se na candidato de sua preferência. 

É curioso observarmos que no Brasil, de maioria cristã, os cristãos têm sistematicamente optado em votar em candidatos que vão contra todos os princípios cristãos. Faço aqui um paralelo para exemplificar a questão. Seria possível um monge tibetano ser favorável ao governo chinês? Possível seria, mas, MUITO improvável.  

É isso que está acontecendo no Brasil. Quais princípios cristãos o PT defende? Quais valores, do governo, que podem se aproximar dos valores bíblicos? Nenhum. Nadica de nada. E não obstante, estão lá, pessoas que vão a igreja e apertam 13 na urna eletrônica. O cristão é favorável ao aborto? Não. O PT defende tal prática. O cristão é favorável ao casamento gay? Não. O PT defende a bandeira do gayzismo. O cristão é favorável a legalização das drogas? Não. O PT está lá, defendendo o cachimbo da paz. 

Logicamente que não são pautas apenas dos cristãos. São pautas de um ateu se este se alinhar com o pensamento conservador. Pego os cristãos como exemplo porque são eles a maioria no nosso país. 

Nesse sentido, é evidente que devemos levar em consideração o individuo, ou seja, cada cabeça, uma sentença, ou ainda, cada um sabe a medida dos seus pecados. Porém, é inadmissível que instituições que se declaram cristãs, vejam como natural e defensável o governo petista. É exatamente isso o que fez a CNBB. 

Leiam esse artigo do Estadão

A Pastoral da Juventude, organização católica ligada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), não esconde seus objetivos políticos. Recentemente, publicou uma carta aberta regozijando-se pela reeleição da presidente Dilma Rousseff, "conquistada com muita luta e ação da militância na rua". De acordo com o texto, "o projeto político vencedor representava de forma mais clara a linha de avanços nos campos sociais e na garantia dos direitos, e o projeto popular em curso na América Latina".

(...)

O projeto de poder dos autodenominados bolivarianistas - que a Pastoral da Juventude chama de "projeto popular em curso na América Latina" - está longe de ser democrático. O papa João Paulo II, que tanto batalhou pelo fim dos regimes totalitários comunistas, não ficaria muito contente ao ver jovens usando o catolicismo para apoiar regimes que desprezam a liberdade.

Não sou católico, mas reconheço que o Papa João Paulo II lutou pelo fim do comunismo. Natural, para quem nasceu no Leste Europeu. Reconheço o importante trabalho do Papa Bento XVI. Todavia, vejo que o Papa Chico tem tomado algumas medidas estranhas e deixando muitas dúvidas no ar. Quando a Santa Sé é obrigada a explicar essa ou aquela fala do papa, é sinal de que as coisas não andam bem. 

A Igreja Católica no Brasil a muito deixou de andar bem, sobretudo nos setores influenciados pela Teologia da Libertação, que nada mais é do que a Teologia de Marx. 

Infelizmente até mesmo a CNBB deixou de abraçar a Teologia de Cristo e se deixou abraçar pela Teologia do PT. Daqui a pouco irão declarar que Cristo era revolucionário e que os primeiros cristãos eram socialistas. 

Nessa toada, deixam de ser igreja e passarão a ser uma ONG humanista, ou uma seita.  

Curtam a nossa FAN PAGE e nos sigam pelo TWITTER










SÓ O IMPEACHMENT?

O clima politico no Brasil está fervilhando. Uma conjunção de fatores desfavoráveis ao governo vão se somando e a população começa a dá claras mostras de insatisfação. Cada vez mais o recado é inequívoco as autoridades, o brasileiro não suporta mais os desmandos, a má gestão, os compadrios, o cinismo e a corrupção. 

Em vista a todo o mal que o PT fez e faz a nossa politica e sociedade, o Blog Ultima Arcádia e o Voltemos à Direita, declara seu apoio as manifestações que estão sendo agendadas para o dia 15 de março. Temos sim, total direito a manifestação. Temos sim, total direito de levar para as ruas nossa indignação contra o governo e seu partido. 

Não obstante, o pedido de impeachment da presidente não é unanimidade entre os analistas políticos. Na Veja desta semana, Maílson da Nóbrega defende que o melhor mesmo é tirar o PT do poder por meio do voto. Sim, isso mesmo, meus amigos, o autor defende a seu modo, que se faça com a atual presidente o mesmo que se tentou fazer com Lula no auge do mensalão. Naquele momento não deu certo e não há motivos agora que tal tática funcione. 

Lembro ao amigo articulista, que o voto não é o ÚNICO meio democrático de tirar um governante do seu posto. O impeachment é um instrumento legal e que deve ser usado quando necessário, quando a população achar que o mesmo deva ser utilizado. 

Todavia, e esse é o ponto central desse texto, embora seja um momento adverso para o governo, há riscos de que ainda assim, o Partido dos Trabalhadores saia fortalecido, apesar do Impeachment. (Na remota hipótese que ocorra). 

Como já deixou claro Reinaldo Azevedo, as autoridades que estão tocando a Lava - Jato devem ter o cuidado para que apenas as empreiteiras não sejam as únicas levadas a julgamento. Isso é tudo o que o PT quer, não podendo, que alguns peixes pequenos do mundo politico sejam pegos. Quem é Vaccari Neto se comparado a Lula? Se José Dirceu cumpriu algum tempo de pena no mensalão, poderá cumprir outro tanto agora, desde que o projeto não seja comprometido. Qual a relevância do impeachment se em 2018 o chefão do PT voltar? Não se esqueçam, amigos, que o próprio PT está em guerra por 2018. Lula e Dilma estão em guerra e para eles, não haverá nenhum problema se alguns companheiros forem jogados aos leões. 

O que quero dizer com isso? Como já antecipei, somos favoráveis ás manifestações pedindo a saída da presidente, porém, vejo esse processo como apenas um primeiro passo. Por que? Porque o Petrolão é muito maior que alguns empresários presos, o petrolão é muito maior que uma CPI aberta para investigar esse ou aquele politico. O petrolão é muito maior que um processo de impeachment, isso porque, o petrolão não é apenas um desvio ético e moral deste ou daquele politico, deste ou daquele empresário. O petrolão é uma forma de encarar a politica. É um pensamento, uma ideologia, uma mentalidade impregnada no Partido dos Trabalhadores. 

Embora o partido de Lula esteja hoje sob ataque, a depender dos resultados da Lava-jato ele pode muito bem reverter drasticamente o cenário, mesmo se enfrentar um impeachment. A possibilidade de que Lula volte em 2018 é grande. A possibilidade de Lula e o PT demonizarem os empresários até 2018 é enorme. A possibilidade de que esse discurso ainda funcione é real, isso porque, nossa sociedade ainda enxerga o Estado como o principal provedor das demandas da sociedade. 

Tal discurso se aplicado em 2018, pode ter um ou vários agravantes. Como todos nós sabemos, não apenas o PT mas, senão todos, a maioria dos partidos de esquerda no Brasil defendem o financiamento público de campanha. O STF está favorável a tese. A OAB é favorável a tese. Resta saber se o Congresso se vergará a ela. 

Em 2018, com boa parte do empresariado ligados a Lava-Jato, há o agravante de se pautar os rumos da eleição com um viés estatizante. Com um período de recessão, esse discurso, se aplicado, pode funcionar perfeitamente e isso fortalecerá o PT. Isso significará a implantação de um regime comunista, tão sonhado pela nossa esquerda tupiniquim. 

Portanto, meus amigos, se o impeachment é o primeiro passo, os próximos será o de cobrar que se estendam as investigações sobre o partido e sobre o seu principal chefe. Caso isso não ocorra, continuarão a praticar males piores do que já praticaram até agora. Só o impeachment não basta. O partido da presidente deve ser impedido de praticar ilegalidades e para isso, é necessário que o partido seja punido exemplarmente, pelas urnas e pela justiça. 

                                                              
                                                               ********

O blog Última Arcádia está entrando em um novo projeto, O Voltemos à Direita. Estamos ansiosos pela estréia que será em breve. Enquanto isso, curtam nossa FAN PAGE no Facebook e sigam-nos no TWITTER



sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

PROJETO ANTI-ESQUERDA

Amigos, é com um IMENSO orgulho que anuncio a todos que meu novo projeto, juntamente com meu grande irmão Renan Alves, está prestes a estrear. 

Trata-se de um novo blog cujo conteúdo será defender os valores conservadores, tanto na cultura, como na politica, nos costumes e em defesa de uma economia de mercado - capitalismo - a redução do Estado e em contrapartida, um incessante combate contra toda ideia socialista/comunista.  

O blog Ultima Arcádia me ensinou muito, me ajudou a me aproximar ainda mais de vocês que me leem, que me seguem no twitter e facebook. Vocês, que me ajudam ainda mais a melhorar, me corrigindo quando necessário e me incentivando. 

Assim como a Última Arcádia não era um blog feito unicamente por mim, mas também feito por vocês, o Voltemos a Direita, deve ser encarado como o resultado imediato dessa interação que construímos. 

Todavia, destaco que nossa nova casa ainda não está pronta. Estamos fazendo os últimos ajustes para começarmos com o pique total, não obstante, convido a todos a irem se habituando, divulgado, compartilhando e curtindo nossa FAN PAGE no Facebook. 

Deste modo, anuncio que a Última Arcádia continuará na ativa, por enquanto, mas, creio que publicarei aqui apenas esporadicamente, pois o nosso foco estará todo voltado para esse novo projeto que não será diferente daquilo que já foi publicado aqui, ou seja, nosso objetivo será o de combater toda e qualquer ideia que seja má para nossa democracia, para a moral, para a ética, para a decência. 

Nosso objetivo, será enfim, combater toda ideia socialista/comunista, ou ainda, totalitária/petista.  

Dito isto, lembro que outras surpresas virão ainda esse ano. Espero que todos gostem das novidades que estão por vir. 

Conto com vocês! 

Acompanhem-nos no facebook  AQUI


quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

VERÍSSIMO, O FICCIONISTA DO PT

Ninguém em são consciência duvida das redes tentaculares do PT. O Partido dos Trabalhadores influência desde de sindicatos a Ongs; desde de advogados a empresários; desde de atores a jornalistas e articulistas. 

Algumas dessas figuras acabam se tornando caricaturas grotescas em função da atividade que exercem, que é a de tudo escrever a fim de tornar o ambiente menos claro e confuso  e assim, favorecer o PT, quando não partem para a escancarada defesa dos métodos petistas. 

Infelizmente passei o dia de hoje fora e somente agora estou atualizando o blog, mas, sorte a minha, a tempo de constatar uma vez mais que o escritor Luis Fernando Veríssimo se tornou uma dessas caricaturas grotescas. Não é de hoje que o escritor gaúcho se esmera na arte de tudo falar e nada explicar, deste modo, para cada lambança do PT ou da esquerda, e lá vem Veríssimo com uma crônica, uma teoria, um causo, uma anedota. Num piscar de olhos e está lá o leitor acenando favoravelmente às peripécias do PT e Cia. 

No seu artigo de hoje no Estadão, não foi diferente. A "nova teoria" de Veríssimo para explicar tudo de ruim que está acontecendo na politica nacional é o que ele denominou "Contexto Maior" que nada mais é do que a História vista sob um ponto de vista de longa duração, ou, História de Longa Duração X História de Curta Duração. 

Leiam um pouco do artigo de Veríssimo.

Do ponto de vista da eternidade, nada do que está sendo revelado, em capítulos diários, sobre o propinato na Petrobrás e os partidos políticos que beneficiou deixa de ser grave, mas é impossível não ver o cerco à estatal do petróleo no Contexto Maior da velha guerra pelo seu controle, que já dura quase 70 anos, desde que a Petrobrás venceu a primeira batalha, a que lhe permitiu simplesmente existir, quando diziam que nunca se encontraria petróleo no Brasil. 

(...)

Fernand Braudel viveu e lecionou no Brasil. Não conheço nenhum texto dele sobre sua experiência brasileira. Seria interessante saber como ele descreveria, ou preveria, hoje, a "longue durée" da nossa história. O que significaria, na sua avaliação, o longo dia no poder do PT? O Contexto Maior tudo perdoaria ou tudo justificaria? Enfim, o Contexto Maior de todos é o Universo, que, no fim, engole todos os significados. O que também não é um consolo.

Como veem, para o autor e para qualquer outro que pensa semelhante a ele, tudo não passa de uma mera luta por poder. Curiosamente Veríssimo não trabalha com os termos decência, ética, moral, honradez, caráter, vergonha, lei e honestidade. Para ele, tudo não passa de uma mera disputa pelo controle, hoje da Petrobrás, amanhã de qualquer outro setor ou cargo. 

Não sei o que faria Braudel. Não sei qual "interpretação" da História estará em voga daqui a 50 ou 100 anos. O que sei é que independentemente daquilo que se conte por este ou aquele, não conseguirão mudar os fatos. Tais fatos, tanto no Contexto Maior, como em qualquer outro, serão unanimes em apontar os governos petistas como os mais corruptos de toda a História brasileira. Longe de absorvê-los, a história os condenará. 







 

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

NA ARGENTINA, MARCHA DO SILÊNCIO

Ainda não se encontraram respostas para a morte do promotor argentino Nisman. Creio que dificilmente irão encontrar. 

Todavia, para o bem da justiça e da liberdade, setores da oposição e também promotores, estão convocando para hoje a Marcha do Silêncio. 

Pelas pessoas envolvidas no ato, tudo indica que os argentino encontram uma causa para se unirem contra o governo Kirchner. Tamanha é a mobilização, que a Casa Rosada anda preocupada. 

"A Argentina encerrará os feriados de Carnaval, hoje, com uma manifestação que provoca forte temor na Casa Rosada: a “marcha do silêncio”. Convocada por promotores, a passeata é uma homenagem ao colega Alberto Nisman, encontrado morto no banheiro de seu apartamento em 19 de janeiro passado, poucos dias depois de ter apresentado uma denúncia contra a presidente Cristina Kirchner, pela negociação de um suposto pacto secreto com o Irã".


Torço para que o Brasil não necessite de um caso Nisman para que a população acorde. Torço para que nossa população acorde e evite que o governo bolivariano que aí está, mui amigo do governo argentino, não faça o mesmo mal que Cristina Kirchner fez a Argentina. 

Enquanto lá ocorrerá a Marcha do Silêncio, por aqui, estão se organizando atos para o mês de Março. Que o nosso seja tão numeroso quanto o de lá tende a ser e que possamos colocar o governo no seu devido lugar. 


FALA, CARDOZO

Pois é, meus amigos. O carnaval acabou e 2015 de fato começa no Brasil e com isso, o show de bobagens ditas pelo governo. A mais recente pérola foi dita pelo Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. 

Ao rebater as criticas recebidas por ter se encontrado com representantes dos envolvidos na Lava Jato, o ministro afirmou que tais criticas são coisa de autoritários. 

Leiam.

CATIA SEABRADE SÃO PAULO
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, classificou como autoritários os que criticaram seus encontros com advogados de empreiteiras que viraram alvo da Operação Lava Jato da Polícia Federal, que investiga um vasto esquema de corrupção na Petrobras.
Evitando responder diretamente ao ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, que criticou os encontros e chegou a defender sua demissão, Cardozo afirmou que "só na ditadura não se admite" que um ministro receba advogados.
Em entrevista nesta segunda (16), ele atribuiu a problemas técnicos as omissões identificadas pela Folha em sua agenda oficial no site do Ministério da Justiça, que não registra atividades em 80 dias úteis desde março de 2014. 

Voltei

Eu gostaria de saber em qual faculdade o ministro estudou. Melhor, quem foram seus professores? Quer dizer então que criticar é algo tipico da ditadura? 

Certamente que na ilha cubana, dominada por Fidel Castro, cujo partido do qual Cardozo faz parte, adora idolatrá-lo, a principal característica do regime cubano são as abundantes criticas que os membros da justiça daquele país recebem. 

Aconselho Cardozo a ficar quieto e pedir que a OAB saia em sua defesa, assim, nós, brasileiros, seremos poupados de ler e ouvir asneiras. 


terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

OAB DEFENDE CARDOZO

A Ordem dos Advogados do Brasil, (OAB), divulgou nota no dia de hoje defendendo que advogados sejam recebidos por autoridades do governo. 

Como é de conhecimento da maioria dos amigos, a revista Veja divulgou reportagem em que relata uma reunião entre o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo e advogados dos envolvidos na Lava-Jato. 

Quem sou eu para entrar numa discussão jurídica com a "grande" OAB. Nem advogado sou! Todavia, devo lembrar aos nobilíssimos doutores da lei, que toda e qualquer audiência com uma autoridade do governo deve ser do conhecimento público. Não foi o caso relatado por Veja. Ao contrário, confrontados, os participantes da reunião, inicialmente trataram de negá-la. 

Vejam isso:


E essa outra


Peço que os brilhantes advogados que emitiram essa nota de hoje, respondam-nos se isso que se noticiou em relação ao encontro é algo republicano? Se tal encontro se encontra em perfeita harmonia com as funções do ministro e com o interesse público? 

Estivesse a OAB distante das afinidades partidárias, teria se calado nessa questão. Estivesse a OAB interessada na clareza do aparato legal, lembraria que encontros as escondidas entre advogados e membros do governo só servem para criar embaraços a um e a outro, sem nenhum proveito a justiça. 

Todavia, não é de hoje que a OAB se comporta como banca de advogados para teses caras ao petismo. Lembrando que a OAB-DF negou o pedido de registro de advogado ao ex-ministro Joaquim Barbosa. Podemos afirmar que esse foi um caso isolado e que nada teve a ver com politica. 

De fato, o imbróglio com Joaquim Barbosa na OAB-DF pode até ter sido algo meramente casual, isso no entanto, não exclui a não disfarçada aliança entre a OAB e o PT. Leiam o que escreveu Reinaldo Azevedo em novembro de 2014. 

Jamais o país teve uma OAB tão atrelada ao poder de turno como agora. A agenda da entidade tem sido a do PT. Querem ver? Cotejem as propostas da Ordem para a reforma política com as apresentadas pelos companheiros. São as mesmas, a começar do financiamento público de campanha. Quem assinou a ADI contra a doação de empresas privadas a campanhas eleitorais? Foi a Ordem. Pior: serviu como uma espécie de “laranja” de Roberto Barroso, o mais, digamos, “petizado” dos ministros do Supremo — sim, ideologicamente, mais do que Lewandowski. A tese original é do grupo do ministro. A Ordem confessa isso na ADI apresentada ao Supremo, prestando os devidos tributos aos doutores Daniel Sarmento e Eduardo Mendonça.  AQUI

Assim, gradativamente a OAB vai jogando sua história no mesmo lamaçal onde se encontra a história do PT. Vai vê é porque ambos possuíam as mesmas ambições e acabarão convergindo para o mesmo fim, a saber: a perda de credibilidade perante a sociedade.  

CHANCE DE IMPEACHMENT SOBE DE 15% PARA 30%

A rede do Partido dos Trabalhadores e seus acólitos remunerados ou não, tenta a todo custo convencer a sociedade de que um processo de impeachment contra a atual presidente seria um golpe. Evidentemente que não é. Golpe é manter na presidência alguém que não deveria está lá. Pondero, nesse particular, que não chegamos a tal ponto em relação a Dilma Rousseff. 

Não obstante, quero ainda registrar a seguinte frase: Aquilo que o PT enxerga como golpe, para a sociedade nada mais é do que a aplicação da Lei. Sob essa premissa, concluímos que o PT está para a Lei assim como o óleo está para a água. Sendo a água lei e o óleo o PT, aquela não aceita se misturar a esta. 

Pois bem, a medida que as investigações sobre o esquema de corrupção avançam, as chances de um processo de impeachment tornam-se maiores. 

Leiam essa reportagem:

De posts e eventos nas redes sociais até discursos de políticos da oposição e aliados, nos últimos dias a palavra impeachment vem aparecendo com frequência. Mas a presidente Dilma Rousseff realmente corre o risco de ter seu segundo mandato encurtado?
Um estudo elaborado pela consultoria política Arko Advice mostra que as chances de um impeachment são de 30%. No início do mês, esse índice estava em 15%. Apesar de o aumento significativo, a possibilidade de abertura de um processo para impedir que Dilma termine o seu segundo mandato é bastante remota.
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, principal desafeto da presidente atualmente, diz que não vê espaço para a discussão de um possível impeachment. AQUI

Lendo a reportagem completa, me chamou a atenção a opinião de dois professores. Humberto Dantas e Renato Janine Ribeiro. De acordo com o primeiro, "se o PT cair não vai ser fácil". Para o segundo, "para a maioria que votou no PT, vai ficar a sensação de que isto está sendo um golpe baixo."

Façam uma rápida pesquisa no Google e constatem que Renato Janine é um filosofo que escreve para a Carta Capital e acredita que no governo Dilma a inclusão social é melhor. Santo Deus! É estarrecedor um professor de ética, como o é Janine, flertar com a ideia de golpe a simples menção a aplicação daquilo que nos manda a Constituição. Qual ética esse senhor ensina a seus alunos? A ética de que um governante está acima das leis? 

Ademais, é totalmente enganosa e sem nenhum respaldo politico, o argumento de que um eventual impeachment neste momento seja pior do que o impeachment pelo qual passou Fernando Collor. Quem faz esse tipo de analise, não leva em consideração o contexto histórico de 1992, onde as instituições estavam ainda numa situação de vulnerabilidade. Diferente de hoje, quando as instituições estão relativamente sólidas e o eleitor com um maior grau de clareza e informação. Nesse sentido, o quadro social e politico de hoje é muito mais favorável ao Impeachment do que em 1992. Se naquele momento o Brasil caminhou, apesar dos sarneys e PT, hoje, o Brasil continuaria a caminhar, SEM o PT. 




CHAMEM A GERENTE DILMA

Uma vez mais, fica provado que toda ação politica do governo petista não passou de mera bravata. E quem duvidaria disso? Trata-de um governo que se gaba do pleno emprego distorcendo números. Trata-se de um governo que se vangloriou de um pífio crescimento tendo por base apenas a expansão do crédito. Trata-se de um governo que anuncia constantemente a redução da desigualdade social sem no entanto, gerar nenhuma riqueza. Trata-se enfim, de um governo que pomposamente fez saber que racionamento do setor elétrico era coisa de tucano malvado, incompetente e irresponsável.  

Dia a dia os fatos de encarregam de mostrar que tudo aquilo que o governo anuncia não passa de simples balela. Porém, foi uma balela que conseguiu vender a tese da Dilma gerente e quem comprou tal ideia, ainda no governo Lula, elegendo-a presidente, pode está pagando caro e a depender do caso, já esqueceu o motivo de tal fatura. 

Leiam essa noticia no Estadão.

O atual nível dos reservatórios e a previsão pluviométrica para o final do período chuvoso, até abril, mostram que o volume de água armazenada não subirá o necessário para que o Brasil tenha condições de superar o período seco, de maio a outubro. Por isso, o intervalo entre o final de abril e o início de maio é considerada data limite para um anúncio oficial de racionamento. Tenha este nome ou racionalização, termo preferido pelo governo.
A demora federal em anunciar o racionamento ou ao menos iniciar uma ampla campanha de conscientização de consumo racional agrava a situação e pode fazer com que o corte seja ainda maior.
Entre especialistas, acredita-se que a restrição deva ficar entre 10% e 20% da carga, mas há quem projete números de 5% a 30%, a depender do ritmo da atividade econômica nos próximos meses. O alívio poderia vir da desaceleração da economia brasileira e da queda na produção da indústria nacional, esta motivada principalmente pela falta de água em Estados como São Paulo e Minas Gerais. AQUI


Todos os estudos e isso não será chamado de golpe, apontam para a quase inevitabilidade do racionamento no setor elétrico. A se confirmar esse cenário, deve-se exigir que a mesma gerente que anos atrás anunciou a redução das tarifas, venha a publico explicar o por que desse racionamento. A "gerentona" deve ser indagada como pode, um país com baixo crescimento, como está o nosso, ser obrigado a tomar essas medidas? Como pode, um país com tamanha riqueza disponível à geração de energia como o nosso, passar por tal aperto? As respostas certas devem ser igualmente exigidas. A explicação não se encontra apenas na seca deste ano, a explicação se encontra no fato de que, por doze anos os investimentos no setor foram abaixo do necessário, porque a turma que ora governa o país, acredita que independente do que façam, conseguirão encobrir seus erros responsabilizando a Era FHC. 

Estando 90% da população brasileira no lugar da presidente, sentiria a própria vergonha. Os outros 10% fariam o que ela faz, desavergonhadamente ludibriam os demais, porque essa é a politica do PT.  


segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

CRISTÃOS E JUDEUS PERSEGUIDOS. POR QUÊ?

A cada dia se noticia uma nova escalada da violência praticada por extremistas islâmicos. O EI, nesse particular, consegue colocar a Al Quaeda na rabeira entre os mais radicais. Mas, o EI não é o único. Como já afirmei em outras ocasiões. AQUI e AQUI

Agora, leiam essas duas noticias. Volto depois.

A chanceler alemã Angela Merkel afirmou nesta segunda-feira que está feliz e agradecida porque judeus podem viver na Alemanha, depois dos atentados de Copenhague dirigidos contra esta comunidade, e a profanação de um cemitério judeu na França. AQUI


E... 

Cairo - Autoridades de segurança disseram que aviões de guerra do Egitorealizaram um segundo ataque contra posições do Estado Islâmico na Líbia. Segundo as autoridades, os aviões atingiram Darna, um reduto extremista no leste da Líbia. O primeiro ataque também teve como alvo a cidade.
Os ataques aéreos são uma retaliação depois da decapitação de um grupo de cristãos egípcios, que foi mostrada em uma vídeo transmitido na Internet na noite de ontem. AQUI


Voltei

A questão que quero levantar nesse post é a seguinte. Por quê cristãos no mundo todo vêm sofrendo perseguições? Por quê Judeus no mundo todo vêm sofrendo perseguições?

Evidentemente que no Ocidente não temos uma cristofobia tão implacável quanto as atrocidades ocorridas na África e no Oriente Médio, todavia, basta lembrarmos que personalidades tais como Jean Wyllys e Gregório Duvivier, praticam a seu modo, uma implacável perseguição a religião cristã. 

Não vejo como algo impossível o ocidente, salvo as exceções, tornar-se cristofóbica. Não vejo como impossível, salvo as exceções, o antissemitismo de radicalizar por todo o ocidente. Volto a questão. Por quê?  

Será que no caso dos cristãos, toda essa perseguição se restringe tão somente a luta de religiões? De um lado Cristo e do outro o Alá islâmico? Será que no caso Judeu, tal antissemitismo se restringe tão somente ao Estado de Israel e a "luta" da "causa" palestina? Tenho minhas dúvidas. 

O que podemos observar é que o mundo voltou a trilhar o caminho da intolerância, do radicalismo e claro e tudo aponta para esse viés, do totalitarismo, mesmo que seja o totalitarismo da "paz" propagado pelo ONU. Alguém sabe de algum regime totalitário praticar a tolerância? 

Não obstante, se os ideias da União Européia, ONU e de tantos outros grupos que vão desde da Fundação Ford aos Rockefeller, ainda não estão completamente implantados e dominando o mundo, isso se deve a uma pedra, à moral judaico-cristã. Retire-se a ética e moral judaico-cristã da sociedade e tudo será permitido. Tudo será aceito, desde da pedofilia, ao gayzismo; desde do aborto a eutanásia; desde da intolerância a divergência a negação a qualquer outra superioridade (DEUS), senão aquilo que foi devidamente chancelada pelos burocratas do politicamente correto. 

Exagero meu? Não vejo como exagero no fato de não enxergar coincidências entre as ações de terroristas contra cristãos e do aumento no antissemitismo. Não vejo como exagero não acreditar nas "coincidências" naquilo que a esquerda brasileira ataca nos cristãos e a busca incensante pela laicidade em outras partes do mundo, em especial na Europa. Isso porque acredito que pouco ou nada se move por meras coincidências. 

Querem implantar um totalitarismo global? Só enxergo um obstáculo a isso: A moral judaico-cristã. 

P.S. Toda a comunidade islâmica condena os ataques do EI. OK. Agora, como diabos esses extremistas conseguiram se armar? Como diabos eles se mantêm? Alguém os financia, evidente. Quem? 


PT ANTIDEMOCRÁTICO



Poucas vezes podemos testemunhar a História sendo manipulada. Verdades sendo esquecidas e mentiras sendo exaltadas como sendo verdade. 

Uma das grandes mentiras da nossa História recente é a de que Lula fora perseguido pela ditadura militar. Será que Lula sabia o que queria naquele tempo? Será que Lula foi desde daqueles tempos o grande articulador das greves dos metalúrgicos? Creio que não. Lula nada mais foi e é um grande oportunista, que não tem nenhum escrúpulo em deixar algum companheiro pelo caminho. Quantos sindicalistas que o ajudaram, estão hoje, no esquecimento? 

Essa história do Lula só é superada pela peça publicitária da Dilma coração valente. Dilma foi perseguida, presa e torturada, sim, isto é fato, mas, o que ela queria? Ela lutava contra os militares, mas o que ela queria no lugar daquele governo? Liberdade? Democracia? Não, não. Dilma Rousseff queria instalar no Brasil uma ditadura comunista. 

Começando com Lula e tendo continuidade hoje, no governo Dilma, a história do PT não é diferente de um e de outro. Tal partido nasceu no processo de redemocratização do país, mas, lutou por ela? Foi a favor da constituinte? Não. Todavia, alguns podem afirmar que naquela época os petistas eram muito radicais, que queriam chamar a atenção e fazer barulho. De fato, eram radicais, não obstante, não o deixaram de ser. A diferença é que no inicio, os petistas eram radicais amadores, hoje, são radicais com algum profissionalismo. 

Leiam esse editorial de O Globo. Integra.

Mas a índole autoritária de frações do petismo é indomável. E sempre será assim, devido às heranças históricas de parte do PT. E isso, mais uma vez, ficou visível no primeiro governo Dilma, na criação dos chamados “conselhos populares”, para atuarem junto à administração direta e mesmo próximos a estatais. Além disso, foi instituída a “Política Nacional de Participação Social”, e todo um sistema de conselhos — já existem vários — ficaria subordinado, não por acaso, ao então ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência Gilberto Carvalho.


Voltei 

A tese dos conselhos populares é uma dessas estrovengas que busca hipnotizar o incauto e aparelhar o Estado com grupelhos ligados ao partido. A ideia da democracia direta vem no mesmo bojo. São ideias que na sua essencial atraem, porém, aprisionam o povo, tornando-os mais manipuláveis, mais do que já são. Quem terá tempo de debater essa ou aquela lei, proposta ou medida? Deixaremos de trabalhar para isso? Ou tais debates ficarão a cargo dos "manifestantes" profissionais? No ideal petista é essa a ideia, pois, democracia direta nem na Grécia antiga funcionou. 

Não, o PT nunca agiu em prol da democracia. O PT age em prol de um regime de governo onde ele, o PT, possa manter-se no poder, emplacando suas idéias, que nada mais são, do que um maior controle do Estado sobre a vida do cidadão e este, controlado, não enxergará os bilhões e bilhões roubados de estatais, pela companheirada e seus asseclas.   

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

SOCIALISMO DO SÉCULO 21: AUMENTA POBREZA

Creio que poucos dos ditos intelectuais brasileiros, se é que houve algum, criticaram o governo Chávez. Ao contrário, teciam elogios, ora rasgados, ora tímidos. Embora desconfiados, todos queriam que o tal do socialismo do século 21 desse resultados, por que não? Não é porque não deu certo na Russia e em outras partes do mundo que necessariamente não daria certo na América. 

De fato, desde que Hugo Chávez chegou ao poder na Venezuela, a América do Sul foi tomada pelo bolivarianismo. Bolívia, Argentina, (Brasil?). Com esse movimento, Cuba ganhava novos aliados. 

Obviamente que os crentes do marxismo não admitem que tal ideia não resiste a realidade e portando, não tem nada de ciência e muito menos de politica, senão, o poder pelo poder. Os crentes do marxismo aqui transvestido de bolivarianismo, não admitem que sua aplicação irá sempre resultar em fracasso, cujo fracasso nada mais é do que tornar as sociedades governadas por esse pensamento, mais pobres e miseráveis. 

Não se trata de uma opinião minha. Trata-se apenas de fatos.

Segundo estudos feitos por três universidades venezuelanas,  a Universidade Católica Andrés Bello, a Universidade Central da Venezuela e a Universidade Simon Bolívar, apontam que 48,4% das famílias daquele país podiam ser classificadas como pobres em 2014, contra 45% em 1998. 


Como fica claro, as coisas sob o governo do companheiro Chávez, só piorou. Leiam um editorial do Estadão.
O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,pobreza-cresce-na-venezuela-imp-,1633214

O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este co
link:http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,pobreza-cresce-na-venezuela-imp-Felizmente as instituições brasileiras estão resistindo ao ataque do qual os países que mencionei foram vitimas, embora, como estamos vendo, nossa economia foi igualmente infectada. 

Finalizo argumentando que as idéias da esquerda, quando aplicadas as demais instituições, tais como família, poder jurídico e formação cultural, traz como resultado um Estado autoritário e ditador. 

Quando as idéias da esquerda são aplicadas a economia, ou seja, Estado de Bem-estar Social e transferência de renda, traz como resultado uma sociedade dependente e fracassada. 

Lutemos para que esse mal não contamine o Brasil mais do que já está. 


DIREITO PARA MATAR (ABORTAR)?


Quem não conhece a frase "filhos do carnaval"? Essa frase se refere as consequências causadas no carnaval. Num arroubo de extrema euforia, dança e bebedeira, jovens que muitas vezes mal se conhecem, acabam engravidando.  

Infelizmente, observamos que esses atos de inconsequência não mais se restringem ao carnaval e quando falamos de jovens, não se trata da moça e rapaz com 18,19 ou 20 anos de idade, falamos sim, de crianças com 14,15 ou 16 anos. Nada mais natural visto que a sociedade brasileira é cada vez mais hedonista e sensualizada. Nada mais natural, visto que esses jovens são educados por professores adeptos também desse hedonismo, sensualismo e pior, adeptos de todas as práticas "progressistas". Exceções são poucas. 

Em meio a todo esse turbilhão, vem à tona o debate sobre a descriminalização do aborto. Confesso que fiquei um pouco ausente do noticiário essa semana, mas, parece-me que as declarações do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, reacenderam o debate sobre o tema. 

Há aqueles que se posicionam a favor. Há aqueles que se posicionam contra. Logicamente que faço parte da turma contrária a descriminalização ou legalização do aborto. Entre os favoráveis, a grande maioria segue a mesma linha de pensamento de Gaabriela Moura. E quem é Gaabriela Moura? É uma pedagoga, está grávida do segundo filho e suas declarações renderam uma reportagem no O Globo. Leiam:

RIO - Uma grávida que se manifestou a favor da descriminalização do aborto numa rede social está provocando um enorme debate sobre o tema na web. A pedagoga Gaabriela Moura, de 25 anos, que está grávida pela segunda vez, escreveu, nesta terça-feira, um texto de apoio às mulheres que optam por terminar a gravidez. Seu manifesto - parte de uma campanha que tem mobilizado gestantes em torno do assunto nos últimos dias - tem quase 22 mil “curtidas” e cinco mil compartilhamentos.

“Estou ao lado dos direitos reprodutivos das mulheres. Eu sou totalmente favorável à descriminalização do aborto, ao respeito às mulheres e suas escolhas e seus corpos. Sou inteiramente solidária às minhas irmãs que são massacradas, estupradas, culpabilizadas por suas gestações, culpabilizadas pela interrupção destas gestações. (...) Mulheres casadas abortam, cristãs abortam, prostitutas abortam, mulheres de mais de 40 anos, mulheres de menos idade abortam, e eu jamais vou usar a minha gestação contra elas”, escreveu a jovem na rede social. INTEGRA

OPINIÃO DO BLOG

É claro que também defendo os direitos de escolha de mulheres e homens, quem é contra? Vou além. Defendo o DIREITO de homens e mulheres que ainda se encontram no ventre. Essa é a questão!

Ao usar o argumento de que as mulheres devem ter domínio sobre seu próprio corpo, os favoráveis ao aborto acreditam que o bebe nada mais é do que um prolongamento do corpo da gestante. Não, não é. O bebe não é um prolongamento do corpo da gestante, antes, é o corpo da gestante que está sujeito ao bebe. 

O argumento de defesa de que a mulher tem direito sobre seu próprio corpo para interromper uma gravidez, exclui automaticamente o direito das crianças do sexo feminino, cientificamente chamadas de feto. São mulheres e homens que são gerados. São seres humanos que são gerados. Ou alguma gravidez resultou em vir à luz um objeto, uma coisa ou uma pulga? 

Gaabriela está errada em seus argumentos, que em nada diferem, repito, dos argumentos utilizados pela esmagadora maioria dos favoráveis a prática. 

Por mais inusitada que seja, por mais indesejada que seja, não se pode fugir da responsabilidade da gravidez pelo simples fato de que a prática do aborto e sua legalização não mudará isso, é em ultima instância, um assassinato. 

Após a cultura atual propagandear, ensinar e estimular a sensualização e o sexo "sem compromisso", vêem como solução, a eliminação por meio da morte. Será que alguma mãe se sente feliz após tal prática? Pesquisas indicam que não.  

Crianças, jovens, adultos, transem inconsequentemente e quando engravidarem, abortem, quantas vezes você achar que o seu corpo tem o direito a tal prática. É esse o caminho?


Finalizo com esse vídeo, que deveria ser visto por todos aqueles que defendem o aborto e em especial, por aqueles que estão penando em abortar. O titulo do vídeo não poderia ser mais adequado:

Aborto - O grito silencioso.  






sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

COMEMORAR O QUÊ?

 
O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,infeliz-aniversario-imp-,1630301
 O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,infeliz-aniversario-imp-,1630301O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,infeliz-aniversario-imp-,1630301O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,infeliz-aniversario-imp-,O Partido dos Trabalhadores está em festa. Comemora-se 35 anos de existência. Mas, a pergunta que se faz é: Comemorar o quê?
 
O que os petistas têm a comemorar nessas três décadas e meia de existência? Irão comemorar suas contradições? Ou seja, aquilo que afirmavam no inicio da fundação e que negaram sistemáticamente nessa última década?
 
Irão comemorar o fato de suas principais estrelas terem sido condenados e preso no escandâlo do mensalão? Ou irão comemorar o grande numéro de beneficiários do Bolsa Familia, como se isso fosse motivo de alguma comemoração?
 
Irão comemorar o fato do país ter regredido sob seu comando, desmentindo qualquer frase ufanista de que o país está melhor. Contam-se nos dedos os avanços do Brasil na era petista, avanços que se deram mais pela imposição dos fatos e menos por iniciativa do governo.
 
Como diz o ditado popular. Pau que nasce torto, morre torto, ou seja, para o PT, não vale aquela reflexão retrospectiva que cada um de nós fazemos ao avançarmos em idade, eles não têm essa disposição em reconhecer que estão errados e mudar de rumo, todavia, têm a firme determinação de fazer com que nos acostumemos com seus atos e com suas mentiras. Isso eles nunca consiguirão.

O que o PT tem a comemorar? Apenas o fato de que nem todos do partido foram condenados, ainda.